Entraremos em contato  →

E

Home

Produtos

Soluções

Conteúdo

v

Contato

People Analytics: a importância de analisar dados dos seus colaboradores

People Analytics: a importância de analisar dados dos seus colaboradores

A transformação digital chegou para ficar nas empresas. Seu impacto positivo é tamanho que chegou até mesmo a área mais humana: o RH. Segundo uma pesquisa realizada pela Deloitte, 69% das empresas dos Estados Unidos usam dados para gerir pessoas. Foi assim que surgiu o conceito de People Analytics!

Mas você sabe do que se trata? Nada mais é que o cruzamento e a análise de informações sobre os colaboradores aplicados à gestão de pessoas. Essa estratégia de Big Data facilita na tomada de decisão em situações boas e ruins.

Para que você entenda melhor em quais momentos essa metodologia pode auxiliar o setor de Recursos Humanos, levantamos alguns exemplos bastante comuns nas empresas. Além disso, comparamos de que forma isso era feito antes e como pode ser feito agora. Confira!

Quer saber como o TI e o RH podem andar de mãos dadas? Clique aqui!

Como o People Analytics pode contribuir com o RH?

A avaliação de dados inicia no momento em que a pessoa coloca os pés na empresa. Imagine que há uma vaga no setor de vendas e é preciso recrutar um novo funcionário. Antes da modernização era preciso agendar testes e entrevistas com diversos candidatos até encontrar aquele que teria o perfil para a oportunidade, fazendo com que todos perdessem tempo.

Agora é possível criar um teste online em que os interessados podem não só mostrar seus conhecimentos e experiências da área em que trabalharão, como também deixar claro para o profissional de RH o seu perfil. Com isso, fica mais fácil ser assertivo na escolha de quem chamar para entrevistas presenciais.

Depois de contratado, o colaborador continua gerando dados para a empresa. Desempenho, satisfação, comprometimento, faltas, integração, salários, entre outros, podem fazer parte das informações que são determinantes para uma promoção, readequação e até mesmo demissão. Se antes as tomadas de decisão eram feitas com base no feeling, hoje o People Analytics garante maior assertividade e rapidez.

Como criar esse fluxo na empresa?

Se você tem interesse em aplicar esta metodologia na organização em que trabalha, o primeiro passo é investir em profissionais qualificados para analisar as informações. Isso vai permitir que as necessidades corporativas sejam atendidas de forma precisa.

Procure realizar um bom mapeamento de dados e assegure uma coleta transparente e segura. Além disso, invista em elementos internos e externos que possam ser integrados e cruzados para realizar uma análise multidisciplinar deles.

A partir disso, faça um planejamento estratégico conforme as necessidades de toda a empresa, sempre lembrando que os bons resultados acontecem a médio ou longo prazo. Então, é só colocar as ações idealizadas em prática e gerenciá-las para que tenham um bom desenvolvimento.

Mas ele só serve para gerir as pessoas?

A resposta é não! O People Analytics também permite que a empresa identifique formas mais adequadas de proporcionar bem-estar e motivação aos funcionários e até mesmo encontrar a melhor opção para seu escritório.

Entenda como pode motivar seus funcionários clicando aqui.

Companhias como a WiserXP, parceira estratégica da Condeco no Brasil, realizam a gestão do espaço físico e ainda geram relatórios para os profissionais de RH por meio de suas soluções. Atualmente, oferecem ao mercado dois softwares: um voltado para o gerenciamento de salas de reunião e o outro para o gerenciamento de estações de trabalho.

Focado em áreas fechadas para conferências, a primeira ferramenta tem funcionalidade contínua para reservas de salas de reunião, catering e videoconferência, fornecendo uma visão clara das reservas e disponibilidade. Com ela, é possível marcar, selecionar a sala, convidar participantes, adicionar serviços e até mesmo alterar ou desmarcar tudo por meio do seu e-mail ou do aplicativo no seu celular.

 

Saiba mais sobre essa solução, clicando aqui.

Já o software voltado para gestão de baias flexíveis fornece ferramentas e dados para implementar e gerenciar estações de trabalho compartilhadas e rotativas, além de ajudar na localização e reserva de mesas que atendam às suas necessidades. Esta solução permite que o usuário faça a reserva de um espaço por meio de dispositivos moveis, web, quiosques ou até mesmo telas digitais posicionadas na mesa.

Saiba mais sobre essa ferramenta, clicando aqui.

Entenda a importância do People Analytics para os colaboradores

Segundo o estudo The Modern Workplace, realizado pela Condeco com mais de 750 CEOs, CTOs e responsáveis por workplaces, 52% dos entrevistados acreditam que um dos maiores desafios atuais das empresas é adaptar o ambiente corporativo conforme as expectativas dos colaboradores.

Ao conhecer melhor os funcionários, as organizações podem investir em formas de reter seus talentos, reconhecer seus esforços, transformar o local de trabalho em um lugar agradável de convivência e fazer com que eles sejam mais produtivos. Ganho para os colaboradores e ganho para a empresa!

Transformação Digital começa com a gestão do espaço de trabalho

Transformação Digital começa com a gestão do espaço de trabalho

Segundo dados levantados pela Condeco, investir no local de trabalho traz inúmeros benefícios, como o aumento de 37% em produtividade e 26% em inovação. Porém, quando se trata de transformação digital, 60% dos profissionais acreditam que a integração da tecnologia em todas as áreas é uma das maiores dificuldades.

Esta modernização é estrutural! Ela exige que a empresa pense sobre seu modelo de negócio, as estratégias que utilizará ao se adequar ao mundo digital, onde deseja chegar com isso, qual a sua posição perante seus concorrentes e como sua equipe irá se adaptar a essas modificações.

Na operação, essa mudança faz com que demandas realizadas de forma mecânica possam ser substituídas por soluções que automatizem os processos, aumentando a produtividade das companhias. Diferentemente do que muita gente pensa, isso agrega aos colaboradores pois eles passam a ter mais tempo para serem criativos e inovadores.

Além de facilitar o cotidiano das pessoas, esse movimento envolve suas atividades principais, a forma como interagem com clientes e equipe e até mesmo a gestão do espaço de trabalho. Para realizar isso, setores como RH, Facilities e TI devem trabalhar juntos para fazer uma análise realista das necessidades dos colaboradores e da empresa.

Quer saber mais sobre a cultura da transformação digital? Clique aqui.

Como a transformação digital atua no espaço físico?

Se essa dúvida pairou pela sua cabeça, temos boas notícias! Cientes de que as organizações estão buscando formas de serem mais eficientes com relação ao seu ambiente de trabalho, foram introduzidos no mercado outros formatos de escritórios e soluções para o gerenciamento desses novos espaços.

Saiba o que deve considerar ao escolher seu workplace.

A digitalização de processos permitiu que os colaboradores tivessem mais liberdade para organizar seus horários, sua presença física e sua forma de trabalhar. Mas se já era difícil coordenar a todos quando eles estavam em uma mesma sala, pense agora que eles podem ir e vir a hora que bem entenderem?

Imagine que você tem um time comercial de dez pessoas. Metade deles prefere visitar os clientes de manhã e chegar na empresa no período da tarde para enviar suas propostas. A outra metade prefere enviar as propostas no período da manhã e só depois visitar os clientes. Qual a necessidade de ter dez mesas fixas, se apenas cinco deles ficam lá por período? A resposta dessa é fácil: não há necessidade!

Quer saber como aumentar o número de colaboradores sem precisar mudar de escritório? Clique aqui.

Mas e se um deles optar por ficar um dia inteiro lá? Simples! Com uma ferramenta de gestão de estações de trabalho, é possível fazer o gerenciamento dessas mesas de forma automatizada, deixar claro visualmente para seus vendedores quantas e quais mesas estão disponíveis e eles mesmos podem fazer a reserva pelo tempo que forem usar.

Este é um dos exemplos de como a transformação digital pode ajudar a sua empresa. Se antes era preciso manter mesas para todos ou ter alguém para controlar manualmente as baias, alguns softwares já fazem tudo isso por meio de um aplicativo que pode, inclusive, gerar relatórios sobre o uso dos espaços.

Quer mais exemplos?

Digamos que você tem apenas duas salas de reunião na sua empresa e esta semana é aquela em que todas as equipes precisam apresentar seus resultados aos gestores. Aquele papelzinho na porta não funciona mais, uma vez que há aqueles que não reservam e a invadem e aqueles que reservam e não aparecem. Como fazer com que todos saibam, com certeza, quando elas estão ocupadas e por quem?

Atualmente, há ferramentas que permitem que os próprios colaboradores possam acessar a agenda de uso daquele ambiente e reservem o horário vago. Essas inovações facilitam o dia a dia dos profissionais, possibilitando que sua jornada de trabalho seja mais produtiva, uma vez que ele ocupa seu tempo com suas demandas e não com processos complexos.

Qual é a importância do gerenciamento de salas de reunião? Saiba mais.

Quais as soluções para isso?

 

Para auxiliar um RH mais estratégico e que faz com que os colaboradores deixem de ter rotinas robotizadas para dar espaço para a criatividade, a Wiser XP, parceira estratégica da Condeco no Brasil, oferece ao mercado duas tecnologias voltadas para a gestão de espaço corporativo e que auxiliam na transformação digital.

O primeiro software tem funcionalidade contínua para reservas de salas de reunião, catering e videoconferência, fornecendo uma visão clara das reservas e disponibilidade. Com ele, é possível marcar, selecionar a sala, convidar participantes, adicionar serviços e até mesmo alterar ou desmarcar tudo por meio do seu e-mail ou do aplicativo no seu celular.

O segundo fornece ferramentas e dados para implementar e gerenciar estações de trabalho compartilhadas e rotativas, além de ajudar na localização e reserva de mesas que atendam às suas necessidades. Esta solução permite que o usuário faça a reserva de um espaço por meio de dispositivos moveis, web, quiosques ou até mesmo telas digitais posicionadas na mesa.

Agora que você já sabe mais sobre como a transformação digital pode impactar positivamente no seu espaço de trabalho e no cotidiano da sua empresa, visite nosso blog e conheça mais sobre os escritórios 4.0 e outras inovações você pode colocar em prática.

Como aumentar o número de colaboradores sem precisar mudar de escritório?

Como aumentar o número de colaboradores sem precisar mudar de escritório?

Ver a empresa crescer é o sonho de todos os empreendedores. A evolução corporativa pode significar mais demandas e mais dinheiro entrando. Por outro lado, pode exigir mais colaboradores, um local de trabalho maior e, consequentemente, mais gastos.

Pensando nisso, as corporações começaram a buscar alternativas para diminuir essas despesas. Os coworkings e até mesmo home office foram algumas das opções mais comumente adotadas. No entanto, recentemente surgiu uma nova possibilidade: as estações de trabalho flexíveis.

Se você não sabe qual é a melhor opção para a sua empresa, clique aqui e entenda mais.

Em vez de ter mesas fixas para todos os funcionários e espaços vazios por algum tempo da jornada de trabalho, as empresas analisam o fluxo de pessoas em seu escritório e a real necessidade da quantidade de postos. Dessa forma, a mesma mesa pode ser utilizada por mais de uma pessoa em períodos diferentes do dia, reduzindo assim os custos.

Quais os benefícios para os colaboradores?

“Como assim não vou ter uma mesa só pra mim na empresa em que trabalho?”. Esse pode ser o primeiro pensamento que vai passar na cabeça de cada um da sua equipe. No entanto, as vantagens dessa modalidade são tantas que vão ganhar seus corações.

Com as estações de trabalho flexíveis, a organização proporciona mais mobilidade para seu time e permite que cada um tenha liberdade para escolher onde quer e precisa se sentar naquele momento. Essa autonomia demonstra confiança da empresa em seus funcionários.

Outro benefício é a integração entre os colaboradores. Seja por indisponibilidade momentânea, necessidade ou vontade, isso permite que uma pessoa se sente em diferentes baias, conhecendo aqueles que estão ao seu redor e favorecendo o espírito colaborativo do ambiente.

Além disso, essa modernização do ambiente corporativo faz com que as diferenças hierárquicas sejam atenuadas, favorecendo a ideia de igualdade de importância de todos os funcionários, uma vez que todos podem realizar suas funções de qualquer posto.

Como gerenciar as estações de trabalho flexíveis?

Uma das inseguranças dos empresários ao adotar essa estratégia é como fazer a gestão dos postos de trabalho. Se a sua preocupação é se vai ser necessário contratar uma pessoa apenas para controlar onde cada um está, pode esquecer. Atualmente já existem softwares que fazer esse controle automatizado.

Quer saber como fazer o workplace management? Clique aqui.

A Wiser XP fornece ao mercado brasileiro uma ferramenta que facilita a localização e reserva de mesas que atendam às necessidades dos colaboradores. Esta solução permite que o usuário faça a reserva de um espaço por meio de dispositivos moveis, web, quiosques ou até mesmo telas digitais posicionadas na mesa.

Sendo assim, sua equipe pode reservar onde quer se instalar naquele dia por meio de um aplicativo e confirmar a reserva fazendo um check-in ao chegar no local. Assim como os sensores de vagas de estacionamento dos shoppings, os dispositivos mudam de verde para vermelho quando ocupados, facilitando a visualização de locais disponíveis.

Além disso, essa ferramenta permite analisar os relatórios de uso e no-show, por exemplo, para tomar decisões mais assertivas de planejamento e promover melhorias contínuas para seu time. Para saber mais sobre a solução, clique aqui.

A Oktra, empresa líder em design e construção de escritórios em Londres, registrou um aumento de 30% nos funcionários e passou a avaliar soluções que lhes permitissem gerenciar efetivamente seu espaço de trabalho, força de trabalho ágil e requisitos de projeto complexos.

Em 12 semanas, a Condeco, fornecedora das ferramentas comercializadas pela Wiser XP, conseguiu acomodar 125 funcionários onde antes cabia apenas 90 utilizando o método de estações de trabalho flexíveis e a solução para gerenciamento Condeco Desk Booking.

Para saber mais sobre este case, clique aqui.

Entendeu como aumentar o número de colaboradores sem precisar mudar de escritório?

 

Segundo o levantamento da Condeco, o investimento no local de trabalho traz inúmeros benefícios. Dentre eles, estão o aumento de 37% em produtividade e de 26% em inovação. Além disso, também dá à equipe 24% mais flexibilidade e agilidade, 22% a mais de saúde e bem-estar, e ainda reduz em 25% os custos da empresa.

Agora que você já sabe mais sobre gerenciamento de estações de trabalho, seu impacto positivo e algumas maneiras de incluir em seu ambiente corporativo, visite nosso blog e conheça mais sobre os escritórios 4.0 e saiba quais outras inovações você pode colocar em prática.

Você sabe qual é a importância do gerenciamento de salas de reunião?

Você sabe qual é a importância do gerenciamento de salas de reunião?

Se a resposta para essa pergunta for não, é melhor entender o quanto antes para não perder mais tempo e dinheiro. O gerenciamento de salas de reunião pode impactar não apenas na pesquisa de sua equipe nessa área de convivência, como diminuir os custos para sua empresa.

Para quem pode ter uma ideia dos gastos, uma ferramenta da Cushman & Wakefield mostra uma sala de convivência na região da Avenida Faria Lima, em São Paulo, pode custar aproximadamente R $ 7 milhões por pessoa ao ano para uma empresa. Saiba mais aqui .

Para saber como calcular ou usar uma sala de reunião na sua empresa, clique aqui .

Este valor se refere apenas ao espaço. Para uma visão mais realista, inclua uma parcela do salário mínimo que mais participará desses eventos, referente ao tempo desprezado para isso e até um pouco dos minutos que perdem procurando um local que esteja disponível.

Agora que você está mais ciente de quanto isso impacta no seu faturamento, confira abaixo as razões para cuidar desse tema.

Por que gerenciar as salas de reunião?

A falta de gerenciamento de um espaço como este pode gerar diversos contratos no dia a dia dos colaboradores. Imagine que você está fazendo uma reunião com seu possível cliente mais importante e que seus colegas abrem a porta que faz barulho porque não deram a conta que estava ocupada na sala. A sintonia da ocasião já foi quebrada, mesmo que eles peçam desculpas e se aposentem.

Ou então seu cliente está com uma situação urgente para ser resolvida e você precisa fazer uma videoconferência. Você pega seu notebook e sai caçando um espaço vazio para que possam conversar com mais privacidade, mas não encontra nenhum e acaba falando com ele no meio do corredor.

Isso tudo é, no mínimo, constrangedor, mas são inúmeras as situações que podem acontecer por ausência de gerenciamento. Salas reservadas que ficam vazias, reuniões que mudam de local e ninguém fica sabendo, conferências que demoram a iniciar e acabam atrasando ou até mesmo espaços que podem ter outras utilidades e ficam vagos.

Tempo é dinheiro no mundo corporativo

Além dos exemplos acima, a contraprodutividade, aliada à falta de gerenciamento de salas de reunião, pode impactar diretamente no bolso dos empreendedores. Segundo uma pesquisa da Condeco, um espaço de conferência custa aproximadamente R$ 6.600 reais por mês (R$ 80 mil reais por ano) e, em média, cada sala tem 40% de no-show, além de serem subutilizadas (apenas 36% das cadeiras ocupadas).

Fora esses custos, ainda há os referentes a remuneração dos colaboradores conforme o tempo empregado nessas ocasiões. Segundo um levantamento realizado pela Bain & Company, uma única conferência semanal de gerentes de nível médio estava custando a uma organização US$ 15 milhões por ano.

Por essas razões, é muito importante que as reuniões sejam cada vez mais produtivas para aqueles que participam e para a empresa. Nada de entrar na sala e ficar batendo papo sobre o jogo da semana ou o episódio da novela. É preciso ter foco!

Também é importante ir com uma pauta pronta do que será abordado, reservar um espaço antes, selecionar a dedo quem deve participar e, principalmente, se preocupar em resolver os problemas de forma objetiva, para que saia de lá com soluções concretas.

Confira cinco dicas para ter reuniões mais produtivas.

Como fazer uma gestão melhor destes espaços?

Os espaços de conferência podem ser gerenciados de uma forma muito mais fácil e automatizada, permitindo que os colaboradores se preocupem apenas o necessário com este processo e tenham mais tempo para desenvolver suas tarefas diárias.

A Wiser XP trouxe para o Brasil um software com foco no gerenciamento de salas de reunião, catering, videoconferência, fornecendo uma visão clara das reservas, necessidades e disponibilidades. Quando a reunião muda, tudo é atualizado em um processo rápido, mantendo todos informados.

Com ele, é possível marcar, selecionar a sala, convidar participantes, adicionar serviços e até mesmo alterar ou desmarcar tudo por meio do seu e-mail ou do aplicativo no seu celular. Além disso, também permite que se conecte com ferramentas de videoconferência.

Para saber mais sobre essa solução, clique aqui.

A Sodexo, empresa líder em gestão de serviços focados em qualidade de vida, conseguiu diminuir seus gastos em R$ 13,5 milhões de reais com a implementação de soluções comercializadas pela Wiser XP no local de trabalho, que maximizou a utilização de seus imóveis e migrou para um ambiente integrado e versátil.

Quer saber mais sobre esse case? Clique aqui e confira.

Entendeu a importância de fazer a gestão desses locais na sua empresa?

Segundo o levantamento da Condeco, o investimento no local de trabalho traz inúmeros benefícios. Dentre eles, estão o aumento de 37% em produtividade e de 26% em inovação. Além disso, também dá aos colaboradores 24% mais flexibilidade e agilidade, 22% a mais de saúde e bem-estar, e ainda reduz em 25% os custos da empresa.

Agora que você já sabe mais sobre o gerenciamento de salas de reunião , seu impacto positivo e algumas maneiras de incluir em seu ambiente corporativo, visite nosso blog e conheça mais sobre os livros 4.0 e saiba mais sobre outras inovações que você pode colocar em prática.

Coworking, estações de trabalho flexíveis ou home office: qual a solução ideal?

Coworking, estações de trabalho flexíveis ou home office: qual a solução ideal?

Em nome da modernização, como empresas estão procurando opções que mais visam sua cultura organizacional. Não somente com relação aos processos de trabalho como também ao gerenciamento de espaço físico. E voce Já parou para analisar qual solução ideal para sua empresa: coworking , estações de trabalho flexíveis ou home office ?

Para fazer esse balanço, tenha em mente o perfil de sua empresa, seu modelo de trabalho, suas necessidades e seu orçamento ao fazer uma avaliação do que é viável e importante para sua equipe. Pense também em formas de ser mais produtivo e reduzir os custos.

Um fim de facilitar a comparação, executar um levantamento com as principais características de cada uma dessas opções, com seus preços e controles do ponto de vista dos empreendedores e colaboradores, para que você possa obter uma resposta mais assertiva. Vamos em frente?

Para saber mais sobre estratégias para escritórios 4.0, clique aqui .

Os famosos coworkings

Empresas em grandes cidades como São Paulo, os coworkings são os escritórios compartilhados. Dentro de um mesmo local, podem trabalhar diversas empresas, ter salas de reuniões e descompressão, cafés, eventos, entre outros. Tudo sem precisar se preocupar com o investimento e a manutenção de um espaço com tanta demanda.

Com apenas um pagamento mensal conforme a quantidade de estações e o uso de salas, uma empresa pode fazer uso disso e ainda disponibilizar os seus funcionários uma localização mais acessível para redes , de onde mais.

Por favor, tenha uma mobilidade e integração entre organizações, os espaços podem se tornar bastante concorrentes. É comum tentar encontrar um local para realizar uma reunião rápida e terminar todo o mundo com o notebook apoiado nos braços pelos corredores atrás de uma sala.

Ainda assim, essa forma de trabalho é considerada como um sonho para cada dez pessoas entrevistadas em 12 centros metropolitanos brasileiros para levantamento Hábitos no Trabalho realizado pelo Instituto Ipsos para um Alelo.

A novidade das estações de trabalho flexíveis

Se você tem um escritório com mesas fixas para todos os seus colaboradores, mas nem todos ficam alocados lá todos os dias ou por todo o período, está perdendo uma oportunidade de otimizar seu espaço e diminuir seus gastos.

Se uma parte da equipe estiver presente na empresa no período da manhã, a tarde mesmo espaço poderá ser ocupada por outra pessoa. Ao analisar a necessidade real de mesas, é possível acomodar duas vezes mais pessoas sem aumentar a estrutura e ainda reduzir os custos em 25%.

Caso sua empresa cresça muito, com esse tipo de gerenciamento de espaço, não é necessário aumentar o espaço físico do escritório ou contratar outro local para acomodar todas as pessoas quando houver necessidade de contratar novos colaboradores.

Além disso, para uma equipe, como estações de trabalho flexíveis mais autonomia, atenuadas como diferenças hierárquicas (favorecendo a ideia de importância e importância de todos os funcionários) e melhor experiência geral para oferecer mais espaços compartilhados e liberdade de escolha em seu local de trabalho.

Esses novos ambientes corporativos são percebidos como positivos por 97% das pessoas entrevistadas para uma pesquisa Hábitos no Trabalho realizado pelo Instituto Ipsos para um Alelo. Segundo elas, isso acontece por oferecer uma atmosfera mais confortável, incentivando a execução de funcionários e permitindo maior qualidade de vida.

Nesse caso, um Wiser XP trouxe para o Brasil uma tecnologia criativa e inovadora focada no gerenciamento eficiente do espaço físico e voltada para estações de trabalho que são muito úteis para os setores de TI, RH e Instalações .

Para entender melhor como funciona esta solução, clique aqui .

A comodidade do escritório em casa

Você pode encontrar um trabalhador que não esteja interessado em realizar esse tipo de jornada, uma vez que ela permita que suas atividades sejam diretamente acessíveis ao conforto do seu lar, sem precisar acordar mais cedo e pegar o tráfego ou o transporte lotado.

Segundo uma pesquisa Hábitos no Trabalho, realizada pelo Instituto Ipsos para Alelo, o tempo de deslocamento diário da casa para o trabalho tem impacto direto na pesquisa de 71% das pessoas que foram entrevistadas nas 12 maiores regiões metropolitanas do Brasil.

Confira essa pesquisa na íntegra aqui .

Por isso, essa estratégia favorece não somente a satisfação do colaborador, mas a flexibilidade de horários e uma redução nos custos da empresa, uma vez que o funcionário usa a estrutura que tem em sua própria casa, como internet, luz e água, para trabalhar.

Contudo, para que isso seja uma realidade, é preciso que todos os funcionários tenham noções bem claras de disciplina, planejamento e organização. Caso não haja comprometimento, é muito fácil perder o foco do trabalho e deixar a rotina da casa interferir. A dificuldade de desenvolver redes também é uma desvantagem, principalmente se comparada com o coworking e como estações de trabalho flexíveis .

E aí? Qual é a solução ideal para sua empresa?

 

Agora que você já sabe mais sobre coworking, estações de trabalho flexíveis e home office, pode tomar uma decisão mais assertiva com relação à jornada local e jornada perfeita para sua equipe e empresa. Caso ainda tenha dúvidas sobre a importância do ambiente no seu tempo, entre no nosso blog e saiba mais .