A transformação digital chegou para ficar nas empresas. Seu impacto positivo é tamanho que chegou até mesmo a área mais humana: o RH. Segundo uma pesquisa realizada pela Deloitte, 69% das empresas dos Estados Unidos usam dados para gerir pessoas. Foi assim que surgiu o conceito de People Analytics!

Mas você sabe do que se trata? Nada mais é que o cruzamento e a análise de informações sobre os colaboradores aplicados à gestão de pessoas. Essa estratégia de Big Data facilita na tomada de decisão em situações boas e ruins.

Para que você entenda melhor em quais momentos essa metodologia pode auxiliar o setor de Recursos Humanos, levantamos alguns exemplos bastante comuns nas empresas. Além disso, comparamos de que forma isso era feito antes e como pode ser feito agora. Confira!

Quer saber como o TI e o RH podem andar de mãos dadas? Clique aqui!

Como o People Analytics pode contribuir com o RH?

A avaliação de dados inicia no momento em que a pessoa coloca os pés na empresa. Imagine que há uma vaga no setor de vendas e é preciso recrutar um novo funcionário. Antes da modernização era preciso agendar testes e entrevistas com diversos candidatos até encontrar aquele que teria o perfil para a oportunidade, fazendo com que todos perdessem tempo.

Agora é possível criar um teste online em que os interessados podem não só mostrar seus conhecimentos e experiências da área em que trabalharão, como também deixar claro para o profissional de RH o seu perfil. Com isso, fica mais fácil ser assertivo na escolha de quem chamar para entrevistas presenciais.

Depois de contratado, o colaborador continua gerando dados para a empresa. Desempenho, satisfação, comprometimento, faltas, integração, salários, entre outros, podem fazer parte das informações que são determinantes para uma promoção, readequação e até mesmo demissão. Se antes as tomadas de decisão eram feitas com base no feeling, hoje o People Analytics garante maior assertividade e rapidez.

Como criar esse fluxo na empresa?

Se você tem interesse em aplicar esta metodologia na organização em que trabalha, o primeiro passo é investir em profissionais qualificados para analisar as informações. Isso vai permitir que as necessidades corporativas sejam atendidas de forma precisa.

Procure realizar um bom mapeamento de dados e assegure uma coleta transparente e segura. Além disso, invista em elementos internos e externos que possam ser integrados e cruzados para realizar uma análise multidisciplinar deles.

A partir disso, faça um planejamento estratégico conforme as necessidades de toda a empresa, sempre lembrando que os bons resultados acontecem a médio ou longo prazo. Então, é só colocar as ações idealizadas em prática e gerenciá-las para que tenham um bom desenvolvimento.

Mas ele só serve para gerir as pessoas?

A resposta é não! O People Analytics também permite que a empresa identifique formas mais adequadas de proporcionar bem-estar e motivação aos funcionários e até mesmo encontrar a melhor opção para seu escritório.

Entenda como pode motivar seus funcionários clicando aqui.

Companhias como a WiserXP, parceira estratégica da Condeco no Brasil, realizam a gestão do espaço físico e ainda geram relatórios para os profissionais de RH por meio de suas soluções. Atualmente, oferecem ao mercado dois softwares: um voltado para o gerenciamento de salas de reunião e o outro para o gerenciamento de estações de trabalho.

Focado em áreas fechadas para conferências, a primeira ferramenta tem funcionalidade contínua para reservas de salas de reunião, catering e videoconferência, fornecendo uma visão clara das reservas e disponibilidade. Com ela, é possível marcar, selecionar a sala, convidar participantes, adicionar serviços e até mesmo alterar ou desmarcar tudo por meio do seu e-mail ou do aplicativo no seu celular.

 

Saiba mais sobre essa solução, clicando aqui.

Já o software voltado para gestão de baias flexíveis fornece ferramentas e dados para implementar e gerenciar estações de trabalho compartilhadas e rotativas, além de ajudar na localização e reserva de mesas que atendam às suas necessidades. Esta solução permite que o usuário faça a reserva de um espaço por meio de dispositivos moveis, web, quiosques ou até mesmo telas digitais posicionadas na mesa.

Saiba mais sobre essa ferramenta, clicando aqui.

Entenda a importância do People Analytics para os colaboradores

Segundo o estudo The Modern Workplace, realizado pela Condeco com mais de 750 CEOs, CTOs e responsáveis por workplaces, 52% dos entrevistados acreditam que um dos maiores desafios atuais das empresas é adaptar o ambiente corporativo conforme as expectativas dos colaboradores.

Ao conhecer melhor os funcionários, as organizações podem investir em formas de reter seus talentos, reconhecer seus esforços, transformar o local de trabalho em um lugar agradável de convivência e fazer com que eles sejam mais produtivos. Ganho para os colaboradores e ganho para a empresa!