Entraremos em contato  →

E

Home

Produtos

Soluções

Conteúdo

v

Contato

Como o coronavírus explicitou a necessidade de transformação digital nas empresas

Como o coronavírus explicitou a necessidade de transformação digital nas empresas

Quando o novo coronavírus chegou oficialmente no país, no fim de fevereiro de 2020, muitos empreendedores sequer cogitavam investir em transformação digital. Porém, o que parecia tão longe de acontecer, teve que ser feito às pressas para que as organizações não parassem completamente.

Segundo o levantamento realizado pelo Gartner, a expectativa de investimentos e gastos com TI para este ano seria de cerca de US$ 3,88 trilhões. No entanto, por conta da pandemia , já no primeiro trimestre a principal preocupação se tornou como usar a tecnologia a favor das pessoas e das empresas.

Esta temática não é nova! Muitas corporações já vinham adotando estratégias de digitalização como uso da nuvem para backup de arquivos, home office periódico, integração de sistemas, investimento no comércio eletrônico e no posicionamento digital, tudo a passos lentos.

Por conta da disseminação do COVID-19 e as regras de isolamento social, foi preciso correr para se adequar. Essa movimentação não deve regredir, mesmo depois que tudo voltar ao normal. Sendo assim, conheça a seguir as principais estratégias para sua empresa ser mais online.

5 estratégias para trazer a transformação digital para dentro da sua empresa

Muitas organizações já puderam perceber neste período que é muito vantajoso ter o home office como alternativa de trabalho. Mas, para isso acontecer, alguns pontos são imprescindíveis. Bons equipamentos e aplicativos para videoconferências, por exemplo, podem ajudar nas realizações das demandas cotidianas e nas reuniões com a equipe ou clientes.

Quer realizar boas videoconferências? Confira algumas dicas aqui.

Além disso, é importante que as informações que são usadas pelos colaboradores, independente do setor em que atuam, possam estar na nuvem. Isso vai permitir que eles as acessem de qualquer lugar, seja do escritório, da rua ou do seu lar, como será o caso neste momento.

A digitalização dos processos é uma estratégia muito relevante! Ela passa pelo dia a dia dos profissionais a fim de otimizar suas atividades, mas deve ser implementada com cuidado para que toda a empresa possa estar em consonância, realizando-a da mesma forma.

O atendimento do seu cliente também pode fazer parte da transformação digital do seu negócio. Disponibilize um e-mail, número de Whatsapp ou até mesmo o direcione para as mensagens privadas das redes sociais em que está presente. Isso pode contribuir não só na resolução rápida de um possível problema ou no esclarecimento de dúvidas, mas também para agilizar uma venda.

Utilize plataformas online para gerenciamento de documentos, demandas, projetos e até mesmo de espaços físicos. Além de contribuir para a organização, elas facilitam a visualização do que está feito ou pendente, ocupado ou vago, na análise da produtividade e até mesmo na frequência em que o colaborador vai à empresa.

É hora de repensar os espaços de trabalho

Muito já foi falado sobre os novos modelos de escritórios e como a transformação digital pode ajudar a mapear e otimizar esses ambientes. No entanto, as mudanças corporativas para se adequar ao isolamento social escancararam a necessidade das empresas de pensar melhor sobre seus espaços físicos.

“É preciso manter 100 postos fixos se somente 50 dos meus colaboradores vão à companhia todos os dias?” ou “Meus funcionários intercalam os horários de suas presenças na empresa. Preciso de mesas para todos eles?” são alguns exemplos de reflexões importantes.

Neste momento em que tudo está parado, quanto menos metro quadrado e infraestrutura alugados, menor é o custo fixo mensal. Quem conseguiu otimizar e gerenciar suas estações de trabalho antes do coronavírus, atualmente tem uma redução de 30% nos gastos, tem uma chance maior de se recuperar financeiramente e está trabalhando em casa mais tranquilamente.

Pensando nisso, a WiserXP, partner da Condeco, trouxe para o Brasil uma tecnologia criativa e inovadora focada no gerenciamento eficiente do espaço físico e voltada para estações de trabalho que são muito úteis para os setores de TI, RH e Facilities.

Esta ferramenta gera e fornece dados para gerenciar estações de trabalho compartilhadas e rotativas, ajuda na localização e reserva de mesas que atendam às necessidades da sua equipe e permite que o usuário faça a reserva de um espaço por meio de dispositivos moveis, web, quiosques ou até mesmo telas digitais posicionadas na mesa.

Para entender melhor como funciona esta solução, clique aqui.

Se você ainda não parou para refletir sobre isso, analise o local e a jornada de trabalho perfeitos para sua equipe e empresa e confira algumas das opções de escritórios no nosso blog. Dessa forma, você vai poder tomar decisões mais assertivas quando tudo voltar ao normal.

8 dicas para ser produtivo trabalhando em casa

8 dicas para ser produtivo trabalhando em casa

Para reduzir a disseminação do novo coronavírus, muitas pessoas estão praticando o home office a fim de manter o seu trabalho mesmo com o isolamento social. Porém, o maior desafio no momento é como manter a produtividade trabalhando em casa.

Mesmo para aqueles que já tinham o hábito de realizar algumas tarefas profissionais no conforto do lar, este período pode ser desafiador. Isso porque não só eles, mas os pais, irmãos, cônjuges e/ou filhos também estarão no mesmo ambiente, tentando lidar com a reclusão.

Para tornar esse momento um pouco mais fácil e eficiente, nós, da WiserXP, levantamos algumas dicas para que você transforme seu espaço familiar em um escritório tão bom quanto aquele que você costumava frequentar. Quer saber mais? Confira a seguir!

Como ser produtivo trabalhando em casa

1. Escolha um local específico para trabalhar. Nós estamos acostumados a mudar de ambiente quando mudamos de responsabilidades. Ir de “casa” ao “trabalho” faz com que o cérebro se prepare para as expectativas e demandas profissionais. Por isso, a melhor saída é escolher um cômodo em particular para ser o seu escritório.

2. Continue se vestindo como se fosse sair. Esta atitude, assim como a de cima, reforça a mente a trabalhar de outra forma. O pijama pode fazer com que se sinta mais preguiçoso e menos propenso a fazer o seu melhor. Aposte em uma vestimenta para um dia normal de trabalho e perceba como ficará mais produtivo.

3. Use móveis com boa ergonomia, se possível. Esse tipo de mobiliário é projetado para melhorar a postura e mantê-lo confortável por longos períodos. Caso não tenha como adquirir um móvel assim para realizar o home office, veja de que formas pode adaptar o que já tem para torná-lo mais adequado para sua jornada.

4. Opte por ficar próximo a janelas. A luz natural tem impacto no seu humor, torna você mais produtivo a curto prazo e evita os efeitos da depressão a longo prazo. Além disso, também está associada à queda na fadiga ocular, dores de cabeça e visão turva.

Você sabe qual a importância do ambiente na produtividade dos colaboradores? Então clica aqui.

5. Decore o seu ambiente. Não é porque você está trabalhando em casa que o local precisa ficar do mesmo jeito que antes. Coloque algumas plantas e quadros que você considera interessantes para dar um up na sua eficiência e na criatividade. Eles podem ajudar muito nisso!

6. Música sim, mas em volume moderado. Ainda que não tenha colegas que podem se incomodar com seu gosto musical, nada de colocar o som no último. Isso pode não só impactar na sua concentração, como prejudicar a sua audição.

7. Desligue a televisão. Se você acha que não tem problemas em deixar a TV ligada em um programa qualquer, acredite: o ruído de fundo pode te levar à distração. A melhor solução para isso é focar no trabalho e escolher alguns momentos de pausa para assistir ao que gosta.

8. Mantenha o seu horário de trabalho. Quando você está cheio de demandas ou a concentração demora a aparecer, é fácil cair no erro de alterar o início ou o término da jornada. Isso pode fazer com que sua produtividade caia e atrapalhe seu fluxo de trabalho.

É hora de repensar os espaços de trabalho

Muito já foi falado sobre os novos modelos de escritórios ou até mesmo sobre o home office. No entanto, as mudanças corporativas para se adequar ao isolamento social escancararam a necessidade das empresas de pensar melhor sobre seus espaços físicos.

“É preciso manter 100 postos fixos se somente 50 dos meus colaboradores vão à companhia todos os dias?” ou “Meus funcionários intercalam os horários de suas presenças na empresa. Preciso de mesas para todos eles?” são alguns exemplos de reflexões importantes.

Neste momento em que tudo está parado, quanto menos m² e infraestrutura alugados, menor é o custo fixo mensal. Quem conseguiu otimizar e gerenciar suas estações de trabalho antes do coronavírus, atualmente tem uma redução de 30% nos gastos, tem uma chance maior de se recuperar financeiramente e está trabalhando em casa mais tranquilamente.

Pensando nisso, a WiserXP, partner da Condeco, trouxe para o Brasil uma tecnologia criativa e inovadora focada no gerenciamento eficiente do espaço físico e voltada para estações de trabalho que são muito úteis para os setores de TI, RH e Facilities.

Esta ferramenta gera e fornece dados para gerenciar estações de trabalho compartilhadas e rotativas, ajuda na localização e reserva de mesas que atendam às necessidades da sua equipe e permite que o usuário faça a reserva de um espaço por meio de dispositivos moveis, web, quiosques ou até mesmo telas digitais posicionadas na mesa.

Para entender melhor como funciona esta solução, clique aqui.

Se você ainda não parou para refletir sobre isso, analise o local e a jornada de trabalho perfeitos para sua equipe e empresa e confira algumas das opções de escritórios no nosso blog. Dessa forma, você vai poder tomar decisões mais assertivas quando tudo voltar ao normal.

O que Gestores precisam saber a medida que o Coronavirus expande o trabalho remoto

O que Gestores precisam saber a medida que o Coronavirus expande o trabalho remoto

Não há dúvida de que o Coronavírus vai acelerar a transição das empresas para o trabalho remoto. O diretor do Centro Nacional de Imunização e Doenças Respiratórias dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) já está pedindo às empresas dos EUA que se preparem para o “distanciamento social”, incluindo o cancelamento de reuniões pessoais e a colaboração de colaboradores em casa. As grandes empresas estão recomendando que seu pessoal trabalhe em casa para evitar o impacto potencialmente devastador de colaboradores doentes que infectam seus colegas. Segundo o Business Insider, “À medida que o vírus COVID-19 se espalha por outras partes da Ásia, Europa e Oriente Médio, empresas como Microsoft, Hitachi e Chevron estão pedindo aos seus colaboradores que trabalhem remotamente como uma medida contra a doença que se espalha rapidamente. ”

Para a maioria dos colaboradores, ser solicitado a trabalhar em casa não parece um sacrifício segundo o FlexJobs, 97% dos trabalhadores dizem que um trabalho com flexibilidade – como opções remotas de trabalho – teria um impacto positivo em sua qualidade de vida geral. Um estudo da Owl Labs 2019 sobre trabalhadores remotos destaca como o trabalho remoto é desejável. Considere estas estatísticas:

  • 83% dos participantes da pesquisa concordaram que a capacidade de trabalhar remotamente os tornaria mais felizes.
  • 81% concordaram que a capacidade de trabalhar remotamente aumentaria a probabilidade de recomendar sua empresa a um amigo.
  • 74% concordaram que a capacidade de trabalhar remotamente os tornaria menos propensos a deixar o empregador.
  • 34% aceitariam um corte salarial de até 5% e 24% disseram que aceitariam um corte salarial de até 10% para trabalhar remotamente.

Além desses benefícios, as empresas também podem economizar nas despesas gerais com imóveis caros, que geralmente são um dos custos fixos mais altos que uma empresa incorre.

Apesar dessas vantagens para colaboradores e empregadores, há desafios inerentes quando você não é colocado junto às pessoas com quem trabalha regularmente.

Trabalhar em casa pode parecer estranho para quem viaja para torres de vidro e complexos de escritórios todos os dias da semana. À medida que o trabalho remoto se torna a resposta para prevenir ou minimizar os surtos de vírus em toda a empresa, como os colaboradores podem permanecer conectados, engajados e produtivos? E como eles podem continuar construindo suas marcas pessoais quando os bate-papos cara a cara são limitados?

Os obstáculos para os trabalhadores remotos geralmente se concentram na comunicação e interação. De acordo com o Owl Labs, que produz equipamentos para vídeo conferências inteligentes, os desafios para os colaboradores remotos incluem ser discutidos durante reuniões virtuais e questões de TI que afetam as reuniões, além de não poder interromper o compartilhamento de conteúdo relevante. As sessões de brainstorming são o tipo mais desafiador de reuniões a serem seguidas e participadas ao trabalhar remotamente. E para muitos, o elemento social do trabalho desaparece quando você fica isolado no escritório em casa ou na sala de estar apenas com o iPhone e o laptop.

 

Tricia Sciortino, CEO da BELAY, diz que as empresas estão vendo o impacto positivo do trabalho remoto sobre a produtividade, a satisfação dos colaboradores e os resultados de suas organizações, mas os principais elementos precisam estar em vigor: “A comunicação é o indicador final do sucesso quando se trata para uma equipe, seja em um ambiente remoto ou de escritório. No entanto, nem sempre é fácil cultivar a comunicação aberta à distância. Uma maneira de gerenciar isso é usar uma plataforma dedicada ou ferramentas de comunicação interna como Slack ou Microsoft Teams. Isso ajuda a reduzir o isolamento e mantém um diálogo saudável em jogo.”

 

Para manter sua força de trabalho produtiva, ela recomenda “oferecer comunicação aberta e um ambiente de trabalho flexível. Além disso, determinar a tecnologia, as prioridades e os processos de racionalização adequados também se mostram indispensável para uma organização que procura aumentar a produtividade. Esses componentes podem permitir uma colaboração aprimorada da equipe, para que os líderes possam entender melhor o desempenho de seus colaboradores e, surpreendentemente, criar experiências sociais, por meio de ferramentas de comunicação aprimoradas, que promovam a cultura da empresa.”

 

Lynda Lowe, diretora de marketing do grupo da Condeco Software, representada pela Wiser XP no Brasil, especializada em gerenciamento de espaço de trabalho, observa que “as novas tecnologias permitiram às empresas oferecer flexibilidade aos colaboradores, e isso significa que, mesmo em meio a uma crise global, as empresas podem continuar produtivamente com recursos limitados. As ameaças aos negócios vêm de muitas áreas, mas as empresas que já usam a tecnologia para maximizar sua produtividade, incluindo a capacidade de se reunir em uma videoconferencia ou reservar estações de trabalho, ou salas de reunião de forma remota, acharão mais simples esta disrupção tecnológica.”

 

Com o vírus continuando a se espalhar para fora da Ásia e uma vacina potencialmente a um ano de distância, é provável que as empresas sigam os conselhos do CDC e recomendem ou mesmo mandem trabalho remoto. Isso significa que os líderes corporativos precisam se preparar e ao seu pessoal para essa maneira diferente de trabalhar, e isso pode se estender além da duração do vírus. O COVID-19 pode ser o catalisador para tornar o trabalho remoto a norma.

 

As empresas que investem o tempo agora produzirão os melhores resultados a longo prazo, quando trabalhar em um escritório se tornar uma relíquia do passado.

 

Texto originalmente publicado na Forbes (https://www.forbes.com/sites/williamarruda/2020/03/02/what-managers-need-to-know-as-coronavirus-expands-our-remote-workforce/#70fe72b4227c) por William Arruda, que é o co-fundador da CareerBlast e autor de Digital YOU: Real Personal Branding na era virtual.

Coworking, estações de trabalho flexíveis ou home office: qual a solução ideal?

Coworking, estações de trabalho flexíveis ou home office: qual a solução ideal?

Em nome da modernização, como empresas estão procurando opções que mais visam sua cultura organizacional. Não somente com relação aos processos de trabalho como também ao gerenciamento de espaço físico. E voce Já parou para analisar qual solução ideal para sua empresa: coworking , estações de trabalho flexíveis ou home office ?

Para fazer esse balanço, tenha em mente o perfil de sua empresa, seu modelo de trabalho, suas necessidades e seu orçamento ao fazer uma avaliação do que é viável e importante para sua equipe. Pense também em formas de ser mais produtivo e reduzir os custos.

Um fim de facilitar a comparação, executar um levantamento com as principais características de cada uma dessas opções, com seus preços e controles do ponto de vista dos empreendedores e colaboradores, para que você possa obter uma resposta mais assertiva. Vamos em frente?

Para saber mais sobre estratégias para escritórios 4.0, clique aqui .

Os famosos coworkings

Empresas em grandes cidades como São Paulo, os coworkings são os escritórios compartilhados. Dentro de um mesmo local, podem trabalhar diversas empresas, ter salas de reuniões e descompressão, cafés, eventos, entre outros. Tudo sem precisar se preocupar com o investimento e a manutenção de um espaço com tanta demanda.

Com apenas um pagamento mensal conforme a quantidade de estações e o uso de salas, uma empresa pode fazer uso disso e ainda disponibilizar os seus funcionários uma localização mais acessível para redes , de onde mais.

Por favor, tenha uma mobilidade e integração entre organizações, os espaços podem se tornar bastante concorrentes. É comum tentar encontrar um local para realizar uma reunião rápida e terminar todo o mundo com o notebook apoiado nos braços pelos corredores atrás de uma sala.

Ainda assim, essa forma de trabalho é considerada como um sonho para cada dez pessoas entrevistadas em 12 centros metropolitanos brasileiros para levantamento Hábitos no Trabalho realizado pelo Instituto Ipsos para um Alelo.

A novidade das estações de trabalho flexíveis

Se você tem um escritório com mesas fixas para todos os seus colaboradores, mas nem todos ficam alocados lá todos os dias ou por todo o período, está perdendo uma oportunidade de otimizar seu espaço e diminuir seus gastos.

Se uma parte da equipe estiver presente na empresa no período da manhã, a tarde mesmo espaço poderá ser ocupada por outra pessoa. Ao analisar a necessidade real de mesas, é possível acomodar duas vezes mais pessoas sem aumentar a estrutura e ainda reduzir os custos em 25%.

Caso sua empresa cresça muito, com esse tipo de gerenciamento de espaço, não é necessário aumentar o espaço físico do escritório ou contratar outro local para acomodar todas as pessoas quando houver necessidade de contratar novos colaboradores.

Além disso, para uma equipe, como estações de trabalho flexíveis mais autonomia, atenuadas como diferenças hierárquicas (favorecendo a ideia de importância e importância de todos os funcionários) e melhor experiência geral para oferecer mais espaços compartilhados e liberdade de escolha em seu local de trabalho.

Esses novos ambientes corporativos são percebidos como positivos por 97% das pessoas entrevistadas para uma pesquisa Hábitos no Trabalho realizado pelo Instituto Ipsos para um Alelo. Segundo elas, isso acontece por oferecer uma atmosfera mais confortável, incentivando a execução de funcionários e permitindo maior qualidade de vida.

Nesse caso, um Wiser XP trouxe para o Brasil uma tecnologia criativa e inovadora focada no gerenciamento eficiente do espaço físico e voltada para estações de trabalho que são muito úteis para os setores de TI, RH e Instalações .

Para entender melhor como funciona esta solução, clique aqui .

A comodidade do escritório em casa

Você pode encontrar um trabalhador que não esteja interessado em realizar esse tipo de jornada, uma vez que ela permita que suas atividades sejam diretamente acessíveis ao conforto do seu lar, sem precisar acordar mais cedo e pegar o tráfego ou o transporte lotado.

Segundo uma pesquisa Hábitos no Trabalho, realizada pelo Instituto Ipsos para Alelo, o tempo de deslocamento diário da casa para o trabalho tem impacto direto na pesquisa de 71% das pessoas que foram entrevistadas nas 12 maiores regiões metropolitanas do Brasil.

Confira essa pesquisa na íntegra aqui .

Por isso, essa estratégia favorece não somente a satisfação do colaborador, mas a flexibilidade de horários e uma redução nos custos da empresa, uma vez que o funcionário usa a estrutura que tem em sua própria casa, como internet, luz e água, para trabalhar.

Contudo, para que isso seja uma realidade, é preciso que todos os funcionários tenham noções bem claras de disciplina, planejamento e organização. Caso não haja comprometimento, é muito fácil perder o foco do trabalho e deixar a rotina da casa interferir. A dificuldade de desenvolver redes também é uma desvantagem, principalmente se comparada com o coworking e como estações de trabalho flexíveis .

E aí? Qual é a solução ideal para sua empresa?

 

Agora que você já sabe mais sobre coworking, estações de trabalho flexíveis e home office, pode tomar uma decisão mais assertiva com relação à jornada local e jornada perfeita para sua equipe e empresa. Caso ainda tenha dúvidas sobre a importância do ambiente no seu tempo, entre no nosso blog e saiba mais .