Já parou para pensar em quanto você gasta manter seu colaborador na tabela fixa e quanto economiza promovendo a mobilidade da estação de trabalho ? Nós fizemos esse levantamento, assim como já fizemos sobre salas de reunião , para que possamos analisar com mais propriedade e comparar com seus custos.

Na região da Avenida Faria Lima, área predominantemente comercial de São Paulo, por exemplo, uma mesa fixa pode custar aproximadamente R $ 2,7 mil por mês (R $ 32 mil ao ano) para uma empresa, conforme os dados da ferramenta da Cushman & Wakefield .

Esse levantamento também mostra que, ao realizar uma gestão eficiente, é possível economizar quase 25% por colaborador ao ano. Com uma análise das reais necessárias para sua equipe, uma empresa consegue melhorar a experiência geral, oferecendo mais espaços compartilhados e mais liberdade de escolha no seu local de trabalho.

Para fazer uma gestão eficiente no local de trabalho , é preciso analisar diversos fatores, como a equipe, uma modernização de processos e atividades, layout, entre outros, e basear suas análises em informações reais e recomendações de hora e dos gestores. Um Exemplo Prático para ISSO seria o Uso de baías Flexíveis, that atrelado a hum software de Análise de OSU, PODE Diminuir  a Quantidade d e Estações sem mexer nenhum Número de Colaboradores . 

A Sodexo , empresa líder em gestão de serviços focada na qualidade de vida, conseguiu diminuir seus custos em R $ 13,5 milhões de reais com a implementação de soluções comercializadas pelo Wiser XP no local de trabalho que maximizou a utilização de seus imóveis e migrou para um ambiente integrado e versátil.

5 benefícios da estação de trabalho ser flexível

1 – Liberdade: ao dar autonomia para que o colaborador escolha onde deseja se sentar naquele dia ou até mesmo a possibilidade de realizar home office , uma companhia demonstra confiança em seu desempenho. Dessa forma, ele se sente mais seguro e mais confortável, caso precise remanejar horários para resolver outras demandas, por exemplo.

2 – Inovação: a modernização dos escritórios já é uma realidade, principalmente nas grandes empresas como a Microsoft, que já estão usando esta estratégia em seus ambientes corporativos. Além de abolir as tabelas selecionadas, também investe em espaços abertos que podem ser usados ​​para trabalhar.

3 – Igualdade: ao retirar uma estação de trabalho fixa, todos podem realizar suas funções de qualquer posto. Sendo assim, como diferenças hierárquicas são atenuadas, favorecendo a idéia de importância de todos os funcionários.

4 – Integração: hoje, um colaborador pode sentar aqui, amanhã, nenhum outro dia. Com isso, uma relação entre eles vai se estreitar e facilitar que todos tenham a oportunidade de conhecer. Isso não é apenas uma amizade, como também o espírito colaborativo do ambiente.

5 – Redução de custos: normalmente, ao escolher um local para organização de organização, não pensa em total de funcionários. No entanto, com uma análise simples de quantos realmente são necessários uma estação e quantos podem dividir a mesma, é possível colocar um sistema de rotatividade, acomodar todos e diminuir os gastos.

Gerenciamento eficiente do espaço físico

Chegou recentemente ao Brasil por meio do Wiser XP, uma tecnologia criativa e inovadora focada no gerenciamento de espaços físicos e voltados para estações de trabalho que são muito úteis para os setores de TI, RH e instalações.

Uma solução de ferramentas e dados para implementar e gerenciar espaços flexíveis, dinâmicos e rotativos para equipes ágeis. Com um aplicativo fácil de usar, ajuda na localização e reserva de mesas que atendem às suas necessidades.

Além disso, ainda é disponibilizado um relatório completo das reservas de estações que permitem que os setores monitorados ou usem o espaço de trabalho e utilizem os dados para impulsionar melhorias contínuas.

Gostou do post? Já calculou quando está custando cada estação de trabalho na sua empresa? Deixe seu comentário e compartilhe com as pessoas sobre o assunto!